segunda-feira, 20 de maio de 2013

Abertura no casco do Bolama

O presidente do Sindicato Livre dos Pescadores tem vindo a público falar de uma abertura no casco do Bolama que não existia na data do naufrágio do navio. Em declarações à Agência Lusa a 2 de Dezembro de 2011, Joaquim Piló afirma que a abertura foi feita para retirar "algo de muito valioso que lá seguia" e admite tratar-se de "armas ou urânio". Este foi o principal argumento para em Janeiro de 2007 ter solicitado à Procuradoria Geral da República em conjunto com familiares das vítimas, a reabertura do processo.



Abertura no casco do Bolama
 
Joaquim Piló, Presidente do Sindicato Livre dos Pescadores
 
Na realidade a abertura no casco do Bolama já existia pelo menos há nove meses como comprova uma fotografia do navio datada de 13 de Março de 1991 no porto de Nyborg na Dinamarca.



Navio Bolama no porto de Nyborg
Três dias depois desta fotografia, a 16 de Março de 1991, o navio Bolama largou de Nyborg rumo a Lisboa. De Maio a Setembro, o arrastão realizou uma viagem à Guiné Bissau.